Arquivo da tag: produção

Obax e Novo Concurso de Leitura

     Em julho, promovi um concurso de leitura no blog e os leitores puderam participar. O concurso foi em parceria com a Fundação Bungee, com o projeto ‘Pé de Livro’ e a vencedora, na ocasião, recebeu em sua residência um kit com cinco livros de leitura – muito bons por sinal.

     O blog do projeto traz algumas ideias de trabalho com os livros e recebi um contato de que está sendo realizado um novo concurso, no mesmo estilo, pelo próprio blog da fundação. Para participar, acesse o link abaixo e siga as instruções. O autor da melhor resposta ganha o kit com os cinco livros:

http://www.fundacaobunge.org.br/interatividade/forum/topico.php?id=10704&/de_que_formas_voce_incentiva_as_criancas_a_lerem

     Além disso, como não poderia deixar de ser, vou também contribuir com um trabalho que estou realizando com meus alunos.

      Um dos livros que recebi, ao fazer a parceria para  o concurso, foi Obax. Eu já havia ouvido a história de um contador e na ocasião me apaixonei.

       Ao receber o livro no kit, li a história para meus alunos e trabalhei oralmente para, em seguida, fazer um trabalho de reconto escrito. Além disso, usei como foco a chuva de flores ao final da história. Como cada flor era diferente – assim como Obax também o é na narrativa – , cada aluno recebeu um recorte de flor e a decorou colocando ali um pouco de si. As flores foram colocadas de três em três em fios de nylon e penduradas num varal no teto da sala, formando assim uma chuva de flores e de diferenças.

      Aproveitando que Obax gostava de contar histórias, sugeri ainda um trabalho de leitura de livro estruturado, no qual os alunos escolherão um livro de sua preferência e farão um estudo mais aprofundado do mesmo, resultando em um trabalho de leitura com partes específicas. Pretendo ainda fazer um painel com a personagem e colocar em minha sala, apresentando os nomes das histórias que cada aluno escolheu.

     Pensei que algum desses trabalhos lhe poderia ser útil ou lhe dar alguma ideia. Seguem abaixo as folhas que usei:

OBAX

TRABALHO DE LINGUA PORTUGUESA

 

Tirinha – Interpretação e Produção de Texto

     A atividade de hoje é bem simpática. Usei uma tirinha do ‘Calvin e Haroldo’ para elaborar uma interpretação de texto, seguida de uma produção de autoria.

     Os alunos devem ler a história e responder as perguntas, que necessitam realmente de uma compreensão do aluno. Nos quadrinhos, Calvin imagina ser um garoto invisível, para aprontar alguma coisa, claro. Ele precisa do poder da invisibilidade para conseguir o que quer. As questões elaboradas levam os alunos a refletir sobre o tema e a produção de texto sugerida vai um pouco além: os próprios alunos devem se colocar no lugar de alguém com poderes de invisibilidade, explicando como vieram a ter esta capacidade, o que fariam etc. – tudo explicado na atividade. Acredito que a proposta resulte em textos bem legais. Boa aula!

O GAROTO INVISIVEL – CALVIN

Interpretação – O Amigo de Juliana

     A postagem de hoje traz um texto bastante especial. Eu o encontrei, há muitos anos, em uma revista educacional e foi escrito por Eva Furnari. Não o conhecia, na época e nunca vi ou nunca tenha me interessado em encontrar um livro que o contesse. Não sei se foi um texto escrito aleatoriamente ou se está em forma de livro, com ilustrações.

     O fato é, que usei poucas vezes o texto e todas com muito sucesso. Geralmente, nem os alunos conhecem e nem os professores de minha mesma série e acho incrível um texto tão bom ser tão pouco conhecido, por isso estou disponibilizando aqui… coisas boas devem ser compartilhadas.

     O texto fala sobre o amigo imaginário de uma menina em fase de alfabetização. Já cheguei a usá-lo tanto com primeira quanto com quarta série e até já o li para alunos com mais idade, com outros fins. Ele dá tantas possibilidades, que numa lida, fiz interpretação, os alunos inventaram seus próprios amigos imaginários e fizemos até uma casinha para eles ( com primeira série ). Os tais amigos foram retratados de diversas formas, tinham nomes, características e até vontades. O pretexto foi ótimo para incentivar o desenho e a produção de texto.

     Com quarta série, a questão pode ser mais aprofundada e o texto melhor explorado. Paralelos com filmes ou séries são ótimos para tornar a aula ainda mais interessante. ‘Mansão Foster para Amigos Imaginários’ é uma série que pode ser exibida para posterior trabalho com escrita ou comparação de amigos. Quando trabalhei, usei o filme ‘Cala a Boca, Fred’ – que é excelente, uma pena que nunca mais o encontrei. A menina tem um amigo imaginário que é um ‘furacão’ e consegue se ‘livrar’ dele. Quando ela cresce, começa a ter alguns problemas e ele surge novamente, criando situações hilárias, mas que levam a uma boa reflexão.

     Preparei o material em três arquivos: um somente com o texto, um com interpretação para anos iniciais e outro com interpretação para alunos de ciclo 2. Espero que algum deles lhe seja útil e que se divirta com o texto. Boa aula!

AMIGO DE JULIANA – SOMENTE TEXTO

AMIGO DE JULIANA – JOGO RÁPIDO

AMIGO DE JULIANA – INTERPRETAÇÃO